terça-feira, 1 de setembro de 2015

O quê um homem procura em uma mulher?


Homens, hoje, a conversa é com vocês. Como disse, não sou expert em relacionamentos, mas o que tenho aprendido quero compartilhar. Quase todos os aspectos que abordei no post “O quê uma mulher procura em um homem?” servem para vocês também. Se ainda não leu, que tal dar uma passada lá? :-)
Gostaria de falar com vocês sobre o quê um homem procura em uma mulher. De certo, você que está agora lendo estas linhas tem um perfil de mulher ideal para si. Então, o quê procurar numa mulher para um relacionamento sério? Ou o quê você não deseja numa mulher para um relacionamento duradouro? O raciocínio inverso também serve.

- Primeiro, invista em você. Falei isso para as mulheres, e também vale para vocês homens. Como disse, ninguém é perfeito, mas procure estar de bem consigo mesmo e amadurecer emocionalmente. Quanto à vida profissional, procure estudar e invista em um curso técnico ou faculdade em uma área para a qual seja vocacionado. Ou, de repente, seu desejo é ter o próprio negócio. Se esse for o caso, informe-se a respeito. Instrua-se sobre administração de pequenos negócios (geralmente, se começa pequeno), existem até cursos gratuitos na internet que podem lhe ser úteis. Converse com pessoas que já tenham negócio próprio. Assista palestras motivacionais que o ajudarão a expandir a visão, e absorva as palavras positivas que forem transmitidas. Ao mesmo tempo, feche os ouvidos às palavras e pensamentos medíocres e derrotistas para que você não se torne assim e não seja jogado cal nos seus sonhos;

- Valorize-se, isso também serve para os homens. A mídia passa a ideia de que homem que é homem é pegador, fica com várias mulheres e coisas do gênero. Isso é coisa de cafajeste, e você não é um (por mais que a mídia queira tornar você em um). E outra coisa, rapazes: mulher legal não quer saber de cafajeste. O que sobra então para os caras que não se valorizam?! O que essa mídia maldita não conta aos homens é como os caras pegadores passam a se ver, nem como eles passam a ver as mulheres. Eles passam a se ver como pessoas desmoralizadas que tem mais é que se contentar com relacionamentos passageiros com mulheres quaisquer. Uma noite com uma, outra noite com outra. Namoram um tempo com uma, quando enjoam da brincadeira, trocam por outra e assim vai. E passam a ver as mulheres como “todas iguais”. Nunca ouviu caras dizerem: “as mulheres são todas iguais?”, e ainda as chamam por palavras de baixo calão. As mulheres não são todas iguais, o problema é que esses pobres moços se relacionaram com as mulheres erradas. Estão é machucados emocionalmente. De repente, se encantaram pelas “sereias”, que na realidade eram “bruxas” (mulheres também feridas e ferindo homens). Então, homens, busquem ser os 'homens certos' para se relacionarem com as 'mulheres certas';

- Ela é ciumenta? Isso serve tanto para homens quanto para mulheres, pois também existem muitos homens ciumentos. É difícil conviver com o ciúme, é opressivo. Em alguns casos, esse item está relacionado com o anterior. Como a pessoa teve experiências negativas no passado, ela suspeita que a pessoa com quem está se relacionando agora também não é confiável. Tem uma visão distorcida das coisas. As pessoas ciumentas precisam colocar os pensamentos em ordem antes de entrar em um relacionamento. Senão, sofrerão e farão sofrer;

- Como ela trata a família, principalmente o pai e irmão (se tiver)?

- Ela tem uma certa maturidade emocional para entrar em um relacionamento?

- Procure uma mulher monogâmica (ninguém merece “arrastar chifres” pela vida)! E cuidado com mulher que assim como namora homem solteiro, dali a pouco está envolvida com homem casado. Se ela não respeita o casamento e a esposa do cara com quem se envolve, você acha que ela será fiel a você?

- Como ela lida com as finanças? Ela é gastadora ou procura economizar? Tira o homem para “galinha dos ovos de ouro”? Cuidado com as interesseiras, marias-gasolina, que vêm com palavras doces, beijos, abraços... Mas se não conseguem o que querem, fazem chantagem emocional. Só não viram o homem de ponta-cabeça e sacodem até cair a última moeda porque não tem força muscular pra isso;

- Ela tem algum vício? (Se tem, ela precisa cuidar de si mesma primeiro);

- Ela o respeita e valoriza?

- É compreensiva e se importa com você?

- É uma mulher que valoriza a graciosidade? Quando digo graciosidade não me refiro a ter um corpo de ninfa que mais parece deslizar do que caminhar. Nem me refiro a falar feito uma gata miadeira. Refiro-me à feminilidade, que é algo que percebo que toda mulher precisa buscar e cultivar. Ser graciosa pode-se resumir em ter um comportamento bonito. Infelizmente, da década de 1970 para cá, com o advento do movimento feminista, muitas mulheres abdicaram da graciosidade, reputando como bobagem. Quantas mulheres falam palavrão, são indiscretas, não sabem cozinhar e nem tem interesse em aprender entre outras coisas. Os rapazes acham-nas boas companhias para ir com a turma em um barzinho ou restaurante para tomar cerveja, jogar conversa fora e dar risadas, não é verdade? Afinal, são caras de saia!

- Suas personalidades se completam?

- E por último, mas não menos importante: vocês comungam dos mesmos princípios e objetivos de vida? (mesmo as personalidades sendo diferentes, é importante e necessário que os dois tenham os mesmos princípios de vida, e que estejam “olhando para a mesma direção”, tendo objetivos em comum. Isso solidifica a relação e minimiza conflitos).


Esses são alguns aspectos importantes quando o assunto é procurar uma mulher para um relacionamento sério. Espero que tenham sido úteis, rapazes!



segunda-feira, 31 de agosto de 2015

O quê uma mulher procura em um homem?


Para começo de conversa, não sou nenhuma expert em relacionamentos, pelo contrário! Porém sou observadora, gosto de ler e de ouvir, me alegra ajudar as pessoas dentro do possível e nasci já faz algum tempo, sabe? E tenho visto, ao longo da caminhada, muita gente legal sofrendo na vida amorosa. Alguém precisa ajudá-las, e se quem tem menos qualificação é quem está disposta, porque não?! :-)

Nas minhas observações, (falo também por experiência própria, pois passei por isso), percebo que a mulher tende a ser fantasiosa no que diz respeito à vida sentimental. Deseja ter um relacionamento para a vida inteira, mas não sabe o quê deve procurar em um homem. Muitas são as que tem um modelo idealizado na cabeça, e rejeitam pretendentes que valeriam a pena por causa dessas ideias pré-concebidas as quais se prendem (também passei por isso, meninas). No entanto, tendem a ignorar características importantes que não podem faltar em um companheiro.

Quando se pergunta: como você gostaria que fosse o homem para ter um relacionamento?, muitas dizem: Ah, gostaria que ele tivesse tal altura, olhos de tal cor, que tivesse tal peso, que fosse charmoso, com uma boa conversa, que me fizesse rir... Ou seja, se apegam a pontos superficiais que no dia a dia do relacionamento não é o que pesa. Pense: do quê adianta o homem ser um deus grego por fora, se o interior dele não for condizente com o exterior? Beleza não sustenta relacionamento. Pra dizer a verdade, na hora dos desentendimentos, pela qual todos os casais passam, a pessoa nem se lembra da beleza do outro! Se o cara tiver as qualidades necessárias e ainda for bonito, ótimo! É bônus! Mas o que se observa é que muitos sofrimentos e arrependimentos vêm quando a aparência física e o contato físico era o que realmente importava. Relacionamentos assim não duram. Já nascem com prazo de validade, isso quando não morrem na casca!

Aí vão alguns aspectos que você deve observar quando procura um homem para um relacionamento:

- Primeiro, invista em você. Ninguém é perfeito, mas você precisa estar de bem consigo mesmo e com uma certa maturidade emocional antes de pensar em entrar em um relacionamento amoroso;

- Você realmente está a fim de entrar em um relacionamento? Ou, na verdade, está feliz sozinha, mas se sente pressionada pela família, parentes, amigos? Ou realmente quer ter um relacionamento, mas, quem sabe, tem medo de sofrer?

- Procure conhecer homens para amizade, sem aquela neura por um relacionamento sério. Quando você menos esperar, você o conhecerá;

- Como ele trata os pais e irmãos dele? Em especial, a mãe e a irmã (se tiver)?

- Ele evita apresentá-la para a família dele? É misterioso quanto à vida pessoal?

- Ele é monogâmico? (dispensa comentários)

- Ele é honesto nos negócios?

- É trabalhador?

- Ele tem uma certa maturidade emocional para entrar em um relacionamento?

- Ele tem algum vício? (Por exemplo: se ele gosta de beber socialmente, observe o quanto é esse “beber socialmente”. Em alguns casos, é um pré-estágio ao alcoolismo e a pessoa não se dá conta);

- Ele respeita você como pessoa e como mulher? Ou a expõe e humilha perante os outros, ou a trata bem apenas na frente dos outros? Ou demonstra não ter boas intenções quanto a você?

- Ele se importa com você? Se importa com seus sentimentos, procura ser presente nos momentos difíceis e valoriza você? (Não existe relacionamento que sobreviva sem empatia)

- Ele quer saber mais sobre você, conhecer sua pessoa melhor? (Cara interessado apenas fisicamente pela mulher costuma não ter interesse em a conhecer melhor. Ele sai com uns chavecos só pra iscar a mulher. Mas interesse genuíno por ela, ele não tem. Afinal, para quê investir emocionalmente em alguém que será descartada assim que ele conseguir o que quer?)

- É generoso com você? (quando o homem gosta de uma mulher, ele investe nela também financeiramente. Isso é fato, pois faz parte da conquista e da manutenção de um relacionamento. Não estou dizendo que ele tenha que gastar horrores com você para demonstrar seu interesse. Não! Refiro-me a não ser sovina. Os pequenos agrados agradam tanto a uma mulher! De vez em quando, uma lembrancinha; outra vez, um cartão com uma bonita e sincera mensagem. Outro dia, sai com você pra jantar. Tem tantos restaurantes legaizinhos em que o preço é mais em conta do que fast food numa praça de alimentação de shopping, não é verdade?!

- Suas personalidades se completam?

- E por último, mas não menos importante: vocês comungam dos mesmos princípios e objetivos de vida? (mesmo as personalidades sendo diferentes, é importante e necessário que os dois tenham os mesmos princípios de vida, e que estejam “olhando para a mesma direção”, tendo objetivos em comum. Isso solidifica a relação e minimiza conflitos).


Poderia citar outros aspectos, mas esses já dão um norte sobre o quê procurar em um homem para um relacionamento sério. Espero que tenha sido útil de alguma forma, meninas!
E quanto aos homens, fiquem tranquilos. O próximo post será dirigido a vocês, rapazes. Afinal, o quê o homem deve procurar em uma mulher para um relacionamento sério? Aguardem!



quarta-feira, 21 de maio de 2014

A vida é assim


A Vida é Assim

A vida é como a poesia
Tem sua métrica
Tem sua rima
Às vezes, não
Também é como o vento
Que às vezes, rápido
Às vezes, lento
Um tanto incerto
Quando muda
Muda o tempo
Muda tudo

Serenidade


Serenidade

A maior vitória é permanecer
Enquanto tantos desistem no caminho
Pedras sempre encontraremos 
Fazem parte da jornada
Mas o que tem elas
Se há uma Rocha que as quebra?



segunda-feira, 19 de maio de 2014

Poemeto I


A folha cai
O pássaro voa
Quanta leveza!




terça-feira, 22 de abril de 2014

Escolhendo o cós ideal

Mulher, você está precisando comprar uma calça. Então, vai a um shopping. São tantos os modelos, tecidos, cores... Experimenta uma, experimenta outra... De repente, você se pergunta: "Qual a melhor altura de cós pra o meu corpo?" Realmente, esse é um aspecto a ser considerado na hora de escolher uma calça.

Não é porque algo está na moda que cairá bem em todo o mundo. Uma modelagem problemática é o cós baixo. É de dar arrepios as "bordas de catupiry", ou "coberturas de muffin" (como queira), que vemos pelas ruas.


A jovem da foto acima tem um corpo bonito, mas que se tornou "feio". Isso, graças ao cós baixo e apertado que está deformando sua silhueta. E, pra completar, à blusinha ligada e curta, que deixa o que já está ruim ainda pior! O cós baixo é uma modelagem pra magrinhas, sem gordurinhas sobrando e pra mais ninguém. No máximo, manequim 38! E não interessa se fazem calças com cós baixo em numerações maiores. Na real, a indústria e o comércio estão nem aí se vão desfavorecer o corpo da mulher! Querem é vender, lucrar! Então, vai é da pessoa mesmo, de se olhar no espelho e ter a noção do que fica legal ou ridículo. Sinto muito, mas muita franqueza nessa hora!


Outro cós que merece cuidado é o alto. Esse também é só pra mulheres magras. Porém precisam ser altas, além de magrinhas. Em baixinhas, o cós alto achata a silhueta, deixando-as ainda mais baixas. Em mulheres com pouca distância entre a cintura e os seios, também produz esse mesmo efeito "achatante". Então, evite cós alto se você se encaixa num ou noutro caso.


Já, o cós na cintura e o cós médio vestem bem as gordinhas, as com peso normal e as magras. Entretanto, mulheres que têm o abdômen saliente, seios grandes e distância ínfima entre a cintura e os seios devem evitar o cós na cintura. Efeito "Jeca Tatu" não está com nada! :-) Pra essas, o cós médio é o ideal.



Amiga, esse negócio de "está na moda, não incomoda" é uma grande mentira. A roupa errada pra o seu corpo irá desfavorecê-la! E o que tem de legal nisso? Não sou nenhuma "expert" em moda. Mas gosto de aprender e, também, de compartilhar dicas que possam ajudar. Afinal, melhorarmos nosso visual é investirmos em nós mesmas! E não importa seu peso: você pode ficar ainda mais linda realçando sua beleza com a roupa certa! Espero que as dicas tenham sido úteis. Um bom look pra você!




terça-feira, 1 de abril de 2014


"E Jesus, respondendo, disse-lhes: Ide e anunciai a João o que estais ouvindo e vendo: os cegos vêem, os coxos andam, os leprosos são purificados, os surdos ouvem, os mortos são ressuscitados, e aos pobres está sendo pregado o evangelho." (Mateus 11.4-5)
 
Existe muita riqueza a ser garimpada em apenas estas poucas palavras do Senhor Jesus. Foram a resposta Dele a uma indagação do profeta João, o batista.
Uma das riquezas nessa palavra é quando Cristo diz que 'aos pobres' está sendo pregado o evangelho. Por que Ele disse isso? Alguém pode dizer que é porque Jesus se preocupa com os pobres. Isso é verdade. Jesus sempre procurou os pobres e iletrados (ao contrário dos religiosos). Mas tem algo mais profundo que Jesus quis dizer. Por acaso, você percebeu que, no mesmo contexto em que Ele fala de coisas que sabemos serem ruins (doenças), Ele também inclui a pobreza? Em outras palavras, Ele está dizendo que veio livrar as pessoas de tudo o que é ruim. Assim como a doença é algo mau, a pobreza também o é.

A ideia de que a pobreza é provaçao, algo a ser aceito resignadamente, é um pensamento religioso que não tem base bíblica. Uma coisa é a pessoa passar privações, por exemplo, pela pregação do Evangelho. Quantos pastores passam necessidades ao irem levar a Palavra de Deus em lugares pobres, até a Obra se estabilizar no lugar. Mas outra coisa bem diferente é a pessoa passar apertos por falta de visão, por falta de entendimento. Ou seja, por achar que leva uma vida severina porque "Deus quer assim". Desde quando a pobreza, a miséria glorificam a Deus? É uma simples questão de raciocinar e de conhecer a Deus, de conhecer como Ele pensa. 

Deus deseja o melhor para os seres humanos. Somos a obra-prima da Sua criação! Como que o Deus todo-poderoso, dono do ouro e da prata, vai gostar de ver a humanidade na pobreza? É questão de raciocinar, de ampliar a visão, de se libertar através do conhecimento da verdade bíblica. Mais um motivo porque a Palavra de Deus precisa ser pregada.



quinta-feira, 20 de março de 2014

Do coxear entre dois pensamentos



"Então, Elias se chegou a todo o povo e disse: Até quando coxeareis entre dois pensamentos? Se o SENHOR é Deus, segui-o; se é Baal, segui-o..."
(I Reis 18.21)

Às vezes, fico pensando o que Deus, o Criador dos céus e da terra, deve pensar quando vê pessoas adorando, consciente ou inconscientemente, a outros deuses. Usarei um exemplo que, acredito, ajudará a dar uma pequena noção do que Deus deve sentir. Você se relacionaria  amorosamente com alguém que fosse tipo "metralhadora giratória" (que "atira pra todo o lado")? Alguém que não visse você como a única opção, mas apenas como o "plano A, B ou C"? É óbvio que não! (a menos que você não tivesse um pingo de amor e respeito próprios). Por mais que seu coração gostasse da pessoa, você pesaria na balança o caráter e a maturidade dela, e sua razão não aprovaria.
Pois é, mas com Deus, muitas pessoas acham esse tipo de atitude normal, natural. Por mais que Deus queira se relacionar com o ser humano, Ele fica impedido por esse tipo de atitude. Estão como o povo de Israel nos tempos do profeta Elias: coxeando entre dois pensamentos. Não sabia se servia ao Deus vivo ou se servia aos falsos deuses. Na verdade, quem O trata assim é porque ainda não O conhece. Não sabe, de fato e de verdade, que existe o Deus Todo-Poderoso, que nunca teve princípio, nem terá fim de dias. O único Deus verdadeiro.
Deus não aceita ser apenas mais um na vida de uma pessoa. Ou Ele é o único ou Ele não é nada! Já vi pessoas dizerem coisas tais como: "Onde está Deus que não me ajuda?" Olha o jeito que está este mundo! Onde está Deus que não faz alguma coisa?" Sabe, Deus está no lugar onde essas próprias pessoas o colocaram: fora da vida delas. Daí, fica difícil de Ele fazer alguma coisa. Pois Deus é cavalheiro, Ele não obriga ninguém a amá-Lo e a buscá-Lo. Mas uma coisa Deus pode fazer e Ele faz. Ele envia, pelos quatro cantos da terra, aqueles que já o conheceram pessoalmente pra apresentá-Lo a outros. Isso é maravilhoso! Como Deus é bom! Daí, fica a critério de cada pessoa recebê-Lo ou não...

 
"E [Jesus] disse-lhes: Ide por todo o mundo e pregai o evangelho a toda criatura."
(Marcos 16.15)

"Mas, a todos quantos o receberam [ao Senhor Jesus], deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, a saber, aos que crêem no seu nome..."
(João 1.12)


sexta-feira, 14 de março de 2014

Para recebermos o TUDO




"[Disse Jesus]: Se vocês ficarem unidos comigo, e as minhas palavras continuarem em vocês, vocês receberão tudo o que pedirem." 
(João 15.7)

Assim como é verdade que recebemos resposta às nossas orações não por nosso merecimento, mas por causa de nossa manifestação de fé em Deus, também existe o outro lado. O receber TUDO o que pedirmos é apenas para aqueles que têm compromisso firmado com Deus, expresso numa vida de obediência diária a Sua Palavra por amor a Ele.

quinta-feira, 13 de março de 2014

Fé prática faz a diferença



"Apresentai a vossa demanda, diz o SENHOR; alegai as vossas razões, diz o Rei de Jacó."
(Isaías 41.21) 

Você leu com atenção a passagem bíblica acima? Nela, o próprio Deus está nos estimulando a fazer algo. E o que aprendemos com apenas este versículo é grandioso! Simplesmente, pode mudar nossa vida e as circunstâncias que enfrentamos no dia a dia.

Esta semana, aconteceu algo comigo que serve pra ilustrar o que quero dizer. É um exemplo simples, mas serve mesmo assim. Eu estava no trabalho, e se aproximava a hora do meu intervalo de almoço, quando caiu uma chuva forte. Fiquei pensando no banho que iria tomar no caminho até o restaurante. Então falei pra Deus, no meu pensamento, mais ou menos assim: "Ah, meu Deus, olha essa chuva! Justo agora que preciso sair pra almoçar! Estou com fome. E não quero ter de ficar comendo bolacha com chá. Não sustenta, além do que encher a barriga de bolacha engorda. Faz a chuva dar uma estiada pra eu poder ir almoçar." Falei aquilo com certeza de que estava sendo ouvida por Deus, desejando realmente uma resposta. E continuei meus afazeres. E não é que na hora do intervalo de almoço a chuva tinha parado mesmo? Fui faceira pro restaurante! Não é a primeira, nem a segunda, nem a terceira vez que peço pra Deus parar a chuva e Ele me atendeu.

Alguém pode me perguntar: "E aí, Marjorie, qual é o segredo?" A resposta é que não tem segredo. Está bem explícito na Palavra de Deus o que é preciso fazer. Importante que se diga que não foi por méritos meus que a chuva parou. Sou apenas um vaso de barro, pó e cinza. Não sou melhor nem pior do que ninguém. E tenho muito pra aprender. Mas Deus ouve todo aquele que pede com fé. Não é por nossos méritos. A fé é a moeda de troca com Deus. E não diga que não tem fé, pois todo o mundo tem. Pode é estar adormecida pelo fato de que, até hoje, você não sabia como usá-la. Apresente a Deus sua fé e Ele lhe apresentará a resposta.

Também é importante dizer, e isso é o que quero frizar: o próprio Deus nos convida a apresentarmos a Ele nossos problemas e nossas razões. No exemplo da chuva, meu problema era estar chovendo próximo da hora do meu almoço. Minhas razões eram que eu estava com fome, que não queria tomar banho de chuva e que não queria me encher de bolacha, pois não sustenta e engorda. Minhas razões, unidas à fé e ao desejo de Deus de nos ajudar, resultaram na resposta positiva que tive! Simples como 1+1=2!

Então, quando você estiver com algum assunto pra resolver, mostre a Deus sua fé na prática apresentando a Ele suas razões. Peça como uma criança que espera animado pela bicicleta que pediu de aniversário. Apenas receba pela fé, em seu coração, e você verá materializado seu pedido. Mostre na prática sua fé. Deus quer lhe abençoar, creia somente! E veja o Justo Juiz "bater o martelo" em seu favor!




 

sexta-feira, 25 de outubro de 2013

Moda masculina

Olá!

Já escrevi dicas de moda para mulheres. Hoje, resolvi escrever para os homens. Trago algumas informações sobre uma peça muito útil do vestuário masculino e que deixa todo o homem arrumadinho: a camisa polo. Esta roupa fica num meio termo entre a formalidade (camisa social) e a informalidade (camiseta), muito mais pra roupa esporte. E serve para várias ocasiões informais. Cai bem com jeans, com calça de sarja, de veludo. Nos pés, sapatênis, mocassins, docksides. Num dia fresquinho, fica legal com jaqueta jeans, de sarja, de veludo, de couro também.  Vale também a criatividade unida ao bom senso.

Vejam esta matéria que encontrei em  http://www.descomplicando.com/camisa-polo/ e que achei interessante:

Camisa polo

A camisa polo sempre se destaca em meio a moda masculina pois é uma peça moderna e atraente, ela deixa o  visual masculino mais bacana e diferenciado, é um visual ótimo para os homens que gostam de estilo no dia a dia, e sem falar que elas vem como grandes apostas, elas prometem fazer sucesso nesta estação e na tendência primavera verão esta se destacando.

Ultimamente, a moda masculina esta crescendo de uma maneira sem precedentes, ela esta se destacando no mundo todo pois a cada dia que se passa o homens estão ficando amis vaidosos e se preocupando mais com a moda, alguns por necessidades outros por pura vaidade, mas oque sabemos é que a moda para eles esta ganhando mais destaque do que nunca, o verão promete ser um dos mais quentes dos últimos anos por isso fique esperto em relação a moda pois muita coisa bacana vem aí, a camisa polo é uma delas.
camisa polo  marcascamisa polo  nike

Confira outros artigos legais

Camisa polo ralph laurenCamisa polo ralph laurencamisa polo lacostecamisa polo lacostecamisetas poloscamisetas polosCamisa xadrez masculinaCamisa xadrez masculinaCamisa polo da lacosteCamisa polo da lacosteCamisa Social Masculina XadrezCamisa Social Masculina XadrezCamisas polo Lacoste- elegância e estiloCamisas polo Lacoste- elegância e estiloCamisa polo reserva

sábado, 15 de junho de 2013

Manter a razão pra não perder a razão


Esta semana, o Brasil acompanhou pelas notícias a onda de protestos gerada pelo reajuste das passagens de ônibus. Muitos usuários de transportes coletivos têm como abusiva a nova tarifa. Enquanto que, para o governo, o preço está muito abaixo da inflação acumulada. Entendo que a população tem o direito de expor sua opinião e suas reclamações. Mas percebo que não da forma como os protestos se desenrolaram.

Sorrateiramente, o monstro da inflação está mostrando sua cara. É um reajuste aqui, outro ali, e o preço de tudo está aumentando. Quem vai ao supermercado semanalmente percebe que, aos poucos, o preço das mercadorias está aumentando. Sabe, o que preocupa o povo é o montante. Sobe um pouquinho o valor da passagem, sobe outro pouquinho a alimentação, o vestuário, a escola e material escolar dos filhos e assim por diante. No fim das contas, haja dinheiro pra se passar o mês! O povo está cansado de trabalhar e não ver a cor do dinheiro. Só dá pra vivência (e olhe lá!)! E o lazer? E o poder comprar algo que se deseja sem que isso cause um rombo no orçamento? E a desigualdade social que se vê começando pelo que se ganha? E tantos impostos que se paga sem se ter o retorno? Essa é a revolta do povo. É uma revolta justa! O povo não aguenta mais! O governo precisa dar retorno do dinheiro dos impostos em melhorias na saúde, na educação entre outros. E também tomar medidas imediatas pra conter a inflação, sem com isso sacrificar mais ainda o Zé Povinho que se encontra debaixo do tacão. Sim, pois ninguém se sente realmente livre quando está preso pela preocupação financeira. Isso é uma realidade. Queria ver quem diz que não é bem assim viver com o salário com que a maioria da população sobrevive!

Por outro lado, as manifestações violentas que assistimos são lamentáveis. Não é com quebra-quebra, não é com baixaria que a população conseguirá ter suas reivindicações atendidas pelo governo. Daí, alguém pode dizer: "Mas chamamos a atenção do governo!" Sim, mas de uma forma negativa. Chamaram a atenção da mesma forma que um grande acidente de trânsito chama: foi um verdadeiro desastre! E também foi um tiro no próprio pé! Tudo o que foi destruído durante as manifestações está gerando um ônus para os Estados e para os municípios envolvidos. E de onde sairá a verba pra pagar os prejuízos? Não será, por acaso, do bolso do próprio contribuinte, do próprio povo? Pensa, Zé Povinho, pensa! 

Lembrei de um versículo bíblico que vem bem a calhar. Diz assim: "Teme [respeite] ao SENHOR, filho meu, e ao rei [aos governantes] e não te associes com os revoltosos." (Provérbios 24.21) Por que Deus nos ensina a não nos associarmos com os revoltosos? Uma das razões é porque a pessoa revoltosa (levada pela revolta negativa) age de forma irracional e, consequentemente, perde a razão naquilo pelo qual está pleiteando. O indivíduo pode estar no seu direito, pode ter razão na sua reivindicação. Mas se "desce do salto", perde a razão no assunto em questão, passa a não ser mais ouvido e é tratado como um problema. E, de problemas, todo mundo quer distância, não é mesmo? Nesse caso das passagens, acabará é permanecendo o novo valor da tarifa e ponto final. O povo tem direito de manifestar seu descontentamento, e tem direito a ter suas reivindicações justas atendidas.  Mas veja bem como lutará pelos seus direitos. Que seja de uma forma digna, pelo amor da mãe do guardinha lá da esquina!

Então, o que deixo como mensagem central da minha fala (ou melhor, do meu escrito) é: Mantenha a razão pra não perder a razão!


Até a próxima!



sexta-feira, 3 de maio de 2013

A fé prática e inteligente

Santo culto com o Bp. Macedo, direto de Belo Horizonte, em 01/05/13. Assunto extremamente importante e edificante. Vale a pena assistir!






terça-feira, 30 de abril de 2013

Agora, com a palavra: os homens



Semana passada, o assunto foi a mente feminina, e dirigido aos homens. Hoje, é a vez das mulheres aprenderem. Afinal, o que os homens querem? Mulheres, assistam e descubram! Homens, confiram!






Assista o programa The Love School, que vai ao ar todos os sábados, ao meio-dia, pela Rede Record.



quinta-feira, 25 de abril de 2013

"Decifra-me ou devoro-te."





Esse era o desafio da Esfinge de Tebas. Ela eliminava aqueles que se mostrassem incapazes de responder a um enigma. Nos dias atuais, assim como no passado, continua existindo algo que para os homens também é um enigma indecifrável: a mente feminina. "Afinal, o que as mulheres querem?", é a pergunta que não quer calar na mente masculina. Mas não se apoquentem, rapazes! Assistam este vídeo, que acredito que ajudará vocês na árdua tarefa! :-)




Homens, semana que vem, postarei um vídeo dirigido às mulheres, pois também queremos decifrar a mente masculina. Aguardem!




terça-feira, 23 de abril de 2013

Ei, você!


 
É, você mesmo. Preciso dizer a você que Deus é maravilhoso! A religião pode ter passado uma imagem errada Dele pra você. A religião também pode ter passado uma ideia errada do que é uma vida com Deus. Quem sabe, você se cansou de religiosidade que, realmente, é de cansar! Afinal, não tem nada a ver com a vida com Deus que sua alma, no fundo, no fundo, deseja. Talvez, você não tenha passado por graves problemas. Talvez, você tenha uma fé teórica em Deus. Porém segue com esse vazio na alma que nada preenche, com essa tristeza sem motivo, com essa angústia no peito. Você tem momentos de alegria quando com os familiares e amigos, mas não tem felicidade e paz interiores permanentes... Sabe, é a falta de Deus que deixa você assim, acredite.

Mas repito a você que Deus é maravilhoso! Ele é real e, verdadeiramente, é tudo de magnífico que a Bíblia, a Palavra Dele, diz! E saiba que Deus não mudou! Então, o amor Dele por você também não mudou, continua do tamanho do universo. Você consegue mensurar o tamanho do universo? Assim é infinitamente grande o amor do Senhor Jesus por você!

Ele deixou um convite especial pra você: estará a sua espera amanhã, quarta-feira, na Av. Júlio de Castilhos, n. 607, no Centro de Porto Alegre, em qualquer destes horários: 8h, 10h, 12h, 15h e 19h30min. Não deixe o Senhor Jesus esperando... Aliás, Ele espera por você faz anos, sem nunca ter desistido de você! Seja bem-vindo(a)!





 


quinta-feira, 18 de abril de 2013

Ciúme e a Regra dos 3

Neste vídeo, você encontra importantes orientações para os casados, e que servem também para noivos e namorados, sobre o assunto ciúme. Solteiros, atentos pra ir aprendendo e, assim, evitar erros e sofrimentos desnecessários quando estiver em um relacionamento.

Participe da Terapia do Amor, que acontece todas as quintas-feiras. Em Porto Alegre, na Av. Júlio de Castilhos, 607, Centro, nos seguintes horários: 8h, 10h, 12h, 15h e, especialmente, às 19h30min. Entrada franca. Seja bem-vindo(a)!








terça-feira, 16 de abril de 2013

Superação

O vídeo não é novidade, mas vale a pena assistir.

Ainda muito criança, ele teve contra si um conjunto de circunstâncias negativas. Poderia ter se tornado um ser nocivo à sociedade. Mas não. Que índole boa, que nobreza de espírito a deste rapaz. E que talento também! Seja muito feliz, Choi Sung-Bong!






sábado, 13 de abril de 2013

Como é que diz?

O gatinho diz 'Miau!'

O cachorro diz 'Au au!'

A cobra diz 'Oi, amiga!'



OBS: Não é a regra, mas são raras as exceções! 




sexta-feira, 12 de abril de 2013

Repostando: Elegância

Este post é de 08/09/2011, e resolvi repostar em função do assunto. Penso que é importante que se fale sobre esse tema: a elegância. Geralmente, quando se fala em elegância, a primeira coisa que vem à mente é algo tipo uma top model, daquelas que não caminham, mas "flutuam", não é verdade? Mas afinal, o que é ser elegante? É o que procuro mostrar através deste texto. Se quiser, deixe sua opinião ou acrescente mais dicas de elegância nos comentários. Boa leitura!




"Como joia de ouro no focinho de uma porca, assim é a mulher formosa que não tem discrição."
(Provérbios 11.22)


"Enganosa é a beleza e vã a formosura, mas a mulher que teme ao Senhor, essa sim será louvada. 
(Provérbios 31.30)


A elegância vai além do ter um corpo bonito e do vestir-se bem. O desafio é ser elegante. Quantas pessoas você já viu que são bonitas e bem vestidas, mas nada elegantes no jeito de ser? Penso que estamos sempre aprendendo a ser elegantes; sempre há o quê aprender. Assim, quero compartilhar algumas dicas com você que também busca a elegância no dia a dia.




1) Procure vestir-se conforme sua idade. E use roupas do seu número, nem maiores, nem menores. É preferível usar uma calça um pouco mais folgada a uma em que você tem de subir no roupeiro e se atirar lá de cima pra entrar nela;


2) Fuja dos decotes ousados estilo "Vem pra mamãe, meu bebê". Eles deixam a mulher vulgar, ainda mais quando se tem busto volumoso e/ou muito unido. Idem pra saias e vestidos curtos à moda "arame farpado" (delimita a propriedade, mas não impede a visão). Para os homens, é como se a mulher estivesse "oferecendo a mercadoria". Talvez alguém pense: "Mas se eu não exibir meus atributos, os homens não me notarão. A concorrência é grande!" Daí, lhe pergunto: você quer ser mais uma a ter um relacionamento com um homem que está interessado apenas no seu corpo? Que usará você e, quando o "brinquedo" perder a graça, trocará você por uma novidade?


3) Seja discreta na maquiagem. Se ressaltou os olhos, suavize no batom e vice-versa. O mesmo vale nas bijouterias. Se colocou um brinco mais vistoso, evite usar colar junto. A maquiagem e os adereços devem servir pra nos destacar, não pra nos ofuscar. Efeito "árvore de Natal" não está com nada! Lembre que menos é mais;


4) Use perfume na medida certa. Pela manhã, use colônia, que é mais suave. É muito desagradável perfume forte. Têm pessoas que passam a antipatizar com outras simplesmente por causa do mal-estar que o perfume alheio lhes proporciona, sabia?


5) Não fale alto, nem dê altas risadas, em lugares públicos. É comum vermos isso em restaurantes, por exemplo. Justo um lugar onde muitas pessoas vão querendo um momento de tranquilidade pra recarregar as energias pra seguir seu dia;


6) Habitue-se a cuidar de sua própria vida (que você já faz pouco), e mantenha distância de fofocas. E, sempre que possível, dos fofoqueiros também. Lembre que fofoca é coisa de gente "cabecinha". E que quem fala mal dos outros pra você, fala mal de você pros outros. Isso é certo;

7) O uso frequente de calça comprida pode deixar muitas de nós mais relaxadas na postura quando sentadas. Cuide por manter as pernas unidas ou cruzadas. Manter a coluna reta também é importante. Não tem roupa nem corpo bonitos que não percam o encanto com a má postura, pois passa um ar de velhice, de timidez e de cansaço. O modo de caminhar também passa elegância ou deselegância. O caminhar tipo "roceira" acaba com a melhor produção;


8) Encare os palavrões e as gírias como algo que não tem nada de engraçado. Mas, sim, como algo que subtrai valor da pessoa. Na boca de um homem já é horrível, na de uma mulher então... nem se fala!


9) Seja simpática e simples. Trate bem e ajude as pessoas sem interesses. Continue a cumprimentar seus conhecidos, independente da posição ou cargo que você esteja ocupando. É sempre elegante;


10) Não dar trabalho para os outros também é elegante. Acendeu a luz, apague ao sair. Sujou, limpe. Terminou o rolo de papel higiênico enquanto você usou o banheiro? Deixe reabastecido pra próxima pessoa.




Qualquer uma de nós pode se tornar uma pessoa elegante. Mas é preciso que queiramos e que nos esforcemos pra alcançar a elegância. Vale a pena! Assistiu ao filme 'O amor é cego'? Aquele em que o rapaz só olhava a beleza física das mulheres, mas não estava nem aí pra como elas eram interiormente? Até que ele, por efeito de uma hipnose, passou a enxergar a beleza interior, e a enxergar também a feiura interior das pessoas? Pois é. Quem não investe no interior, que é o valioso, estando mais preocupada com a aparência externa, pode acabar ficando assim por dentro:





Só falta a vassoura, né?



segunda-feira, 8 de abril de 2013

Niagara Falls

Achei este vídeo lindo demais! Assista em tela cheia, delicie-se com o som da água e... relaxe...






quinta-feira, 4 de abril de 2013

Escolhendo a luta certa


"Porque a nossa luta não é contra a carne e o sangue [pessoas, coisas visíveis e materiais deste mundo], mas, sim, contra os principados, contra as potestades, contra os príncipes das trevas deste século, contra as hostes espirituais da maldade, nos lugares celestiais." 
(Efésios 6.12)

Usemos a inteligência pra não perdermos tempo lutando as lutas erradas. O problema não são certas pessoas, mas as Trevas que as usam contra nós. As pessoas precisam de que as abençoemos, precisam de nossas orações. Já o Mal que tem acesso e manipula suas mentes... Esse sim, amarre e repreenda em nome do Senhor Jesus! Encarar os fatos não emocionalmente, mas pela fé inteligente, faz toda a diferença!

Medite na letra desta canção e receba força de Deus pra vencer as situações contrárias do dia a dia.







quarta-feira, 3 de abril de 2013

A Noite da Salvação

Em Porto Alegre, todas as quartas feiras, na Av. Júlio de Castilhos n.607, Centro, nos seguintes horários: 8h, 10h, 12h, 15h e especialmente às 19h30min. Entrada franca. Seja bem-vindo(a)!





domingo, 31 de março de 2013

Cristo não está morto, Ele vive!

Fique com esta música intitulada "O Rei e o ladrão", baseada na passagem bíblica que relata a conversão e salvação de um dos ladrões que ladearam Jesus na hora da morte.

Feliz Páscoa!






quinta-feira, 28 de março de 2013

Segredos de 41 anos de um casamento feliz

No mundo em que vivemos, cujo sistema se esforça pra incutir a ideia de que a família é uma instituição falida, temos muitos exemplos de que ela é, e continuará sendo, uma instituição criada pelo próprio Deus, a 'célula máter' da sociedade. Isso não é jargão, é a realidade.


Na Escola do Amor, Renato e Cristiane Cardoso entrevistaram, com exclusividade, Bp. Macedo e Da. Ester, casal que está junto há 41 anos completados em Dez/12. Convido você a assistir e aprender com este casal que tem muito pra nos ensinar.





Assista o Programa The Love School (A Escola do Amor) todos os sábados, ao meio-dia, pela Rede Record de televisão.

E participe das aulas presenciais que ocorrem todas as quintas-feiras. Em Porto Alegre, na Av. Júlio de Castilhos n. 607, Centro, nos seguintes horários: 8h, 10h, 12h, 15h e especialmente às 19h30min. Entrada franca. Seja bem-vindo(a)!



sábado, 23 de março de 2013

Um hábito singular


[Vanessa Lampert escreveu]: Escrevi esse texto em 2009, está postado aqui: http://lampertop.com.br/?p=309 . De lá para cá, melhorei, mas confesso que ainda não perdi o tal hábito e tenho que me cuidar para não comer os plurais. Enquanto eu estava em Porto Alegre, não havia problema, era até aceitável. Alguém falando todos os plurais corretamente soaria até bem estranho. Em São Paulo, as pessoas não são especialistas em plurais, mas talvez a coisa não seja tão bem recebida quanto era no Rio Grande do Sul, então tenho me cuidado para voltar a falar como uma pessoa devidamente alfabetizada. Segue o texto, para que quem não leu consiga entender o meu drama.

Um hábito singular
Vanessa Lampert
Estou me esforçando um bocado para perder um péssimo hábito que adquiri sem perceber aqui em Porto Alegre. Estava eu, em minha mais recente visita a Campo Grande, falando compulsivamente (coisa que costumo fazer com relativa frequência), quando notei um olhar estranho vindo de meus interlocutores. Me dei conta, de repente, que estou construindo frases de uma maneira um tanto quanto gauchesca. Explico: gaúchos têm alergia a plural. Plural é uma coisa ultrapassada, é algo supérfluo. Pronunciar um ‘ésse” a mais gasta energia que poderia ser utilizada em argumentos mais eloquentes. Assim, um gaúcho JAMAIS irá sentir dor nos pés depois de uma longa caminhada. Caso eles venham a doer, o gaúcho dirá, com toda a carga dramática envolvida na exclamação: – Bah, tô com uma baita dor nos pé!” Note que “uma baita dor” é significativamente mais intensa do que “uma dor”. É como o superlativo “aço”. Se um gaúcho bater o cotovelo na parede ele dificilmente dirá que deu “uma cotovelada na parede” porque o sufixo “ada” sugere algo de baixa intensidade.
Dificilmente uma cotovelada doeria a ponto de merecer ser citada. Geralmente o gaúcho dirá que deu “um cotovelaço na parede”. Um cotovelaço dói. Dói DE VERDADE. É uma baita dor! Uma baita batida na parede, e se machucar a ponto de continuar doendo depois, ter de ir ao médico, talvez imobilizar, enfim, se não for algo que passe na hora, ele dirá “bah, dei um cotovelaço na parede. Pisei meu cotovelo.” Aí eu imagino o cidadão fazendo algum contorcionismo para conseguir pisar NO cotovelo. Duvido que tenha sido um acidente. Bem, voltando ao assunto, de tanto ouvir: “bah, onde foi que eu coloquei as tampa dos pote?” ou “eu só faço minhas compra naquela loja que fica três quadra daqui, gosto de ficar olhando as gôndola para escolher os produto que preciso.” Veja bem, isso é generalizado (deve ser a água). A pessoa pode ter curso superior, mestrado, doutorado, pode ter hábito de leitura, geralmente escreve corretamente (às vezes até conjugando o verbo na segunda pessoa do singular!! Coisa que eles não costumam fazer ao falar…a segunda pessoa acompanha o verbo na terceira pessoa, conforme exemplo a seguir), mas na hora de falar segue um dialeto próprio, charmosamente analfabeto e muito, mas muito contagioso: “- Tu viu que estampa bonita? Uns azul, uns verde, uns vermelho, tudo misturado, mas de um jeito muito tri, o vestido tem umas fenda, um decote diferente, mas as manga não vão até os cotovelo, não. Se bem que não sei o que tu acha, mas eu acho que nem precisa daquelas manga”.
Vendo, assim, desse jeito, você pensa: “eeeeeu??? Mas eu NUNCA que falaria desse jeito! Nem se ficasse CINQUENTA anos em um lugar assim”. Aí é que você se engana, colega, você não perceberia!! O troço se enfia dentro da cabeça da gente de um jeito muito invasivo! Você não nota que está falando que está com dor nas perna, ou que todos os músculo do seu corpo dói! Ou que você esqueceu os prato em cima da pia, um deles escorregou e caiu sobre os copo que estavam dentro da pia e espalhou caco de vidro por todos os canto da cozinha. Depois você pegou a vassora e varreu os caco, mas sempre fica uns pó pequeno no chão e se você andar sem chinelo, pode espetá os pé. Cuidado.
Aí lá vou eu, culta, chique, bela e modesta para Campo Grande, onde pessoas e plurais convivem harmoniosamente. Sem perceber, acabo dizendo à caixa do supermercado, enquanto reviro a bolsa, que nunca me lembro em qual lugar da bolsa coloquei as moeda, porque a gente vai recebendo as moeda e jogando dentro da bolsa, e na hora de pegar acaba confundindo com as chave. E eu nunca me lembro de comprar um troço pra guardar as moeda. Notando a cara de horror da moça, disfarço, comentando que vou colocar duas sacola para embalar a garrafa de água mineral, porque essas sacola são muito porcaria, uma vez eu estava subindo uma lomba com uma garrafa em cada sacola, aí as água caiu no chão e saíram rolando e eu correndo atrás delas (eu SEMPRE conto essa mesma história – real, aliás, ocorrida após uma compra no Sendas do Leblon, no Rio, quando morei lá - todas as vezes em que  embalo água mineral de 1,5 litros com duas sacolas plásticas).
Esse tipo de conversa causa uma inevitável expressão de espanto em qualquer pessoa (principalmente desconhecida, acho que os conhecidos nem prestam mais atenção no que eu falo e não percebem…risos…) que ouça, estupefata ao ver aquela moça tão bem arrumada, parecendo tão educada, culta, simpática (e – sempre – modesta). Me esforcei muito para evitar comer os “ésses” dos plurais, mas é um sacrifício grande demais para que eu possa resistir. Ou talvez porque…no fundo, no fundo eu goste desse jeito tosco e livre de falar. Essa coisa transgressora e atropelada, dramática e apressada, que não tem nem tempo de pluralizar palavras…um discurso democrático, no qual se permite tranquilamente que o artigo não concorde com o substantivo, afinal de contas, cada um tem direito a sua própria opinião, ninguém precisa ser obrigado a concordar com ninguém. Nem o pronome com o substantivo, nem o sujeito com o verbo. Tem sujeito que quer discordar, ué! E se alguém quiser discordar do sujeito, tem toda a liberdade de fazê-lo.
Ninguém tem língua presa no Rio Grande do Sul, devido à liberdade linguística que existe neste país (sim, porque o Rio Grande é o meu país, colega!). Na verdade a éssefagia (hábito de engolir “ésses”) é uma prática proposital, para celebrar, a cada frase pronunciada, a mais pura e perfeita democracia e liberdade léxica. Não mais me envergonho de tal analfabeto hábito, agora que descobri sua nobre origem e seu louvável objetivo. Me falta apenas conseguir transformar essa explicação em um curto e convincente texto para decorar até minha próxima viagem a Campo Grande.




Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...